Terça-feira, 26 de Dezembro de 2006

Há cada um...

Terminou mais uma época natalícia. É tempo de colocar no balanço os gastos e as perdas, lamentar as prendas recebidas por contraponto às oferecidas, concluir que afinal não somos os familiares predilectos daquela tia lá de longe que teve a desfaçatez de nos oferecer chocolates mesmo sabendo de antemão que a balança não tem sido simpática connosco. Para isso contamos com o generoso dia que o Governo nos concedeu a todos...a todos menos aos trabalhadores camarários portuenses, que por pirraça do seu presidente se vêm obrigados a voltar à actividade no dia de hoje. Com esta estranha Rui Rio parece quer protagonizar o episódio da rã que explodiu de tanto se fazer inchar. Depois de ganhar o braço-de-ferro com o sultão Pinto da Costa, a melhor forma que o autarca encontrou para se demarcar do presidente portista foi apostar na prepotência e excesso de autoridade tão peculiares no seu próprio arqui-inimigo. A última vez que vimos uma rã explodir de tão desacerto político e postura arrogante foi o actual Presidente da República quando era primeiro-ministro e resolveu tirar o Carnaval aos portugueses. Estou ansioso que Rui Rio nos explique a curto-prazo os benefícios que este disparate teve nas finanças municipais e nacionais ou para o crescimento do PIB...
publicado por libato às 17:20
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Não há isenção

. Tiro pela culatra

. Falta de transparência

. Palavras para quê?

. Alguém soprou para aqui a...

. Folgas camarárias

. É política

. Postos GNR

. Viva a mulher

. Arruaceiro no governo

.arquivos

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

blogs SAPO

.Visitas

eXTReMe Tracker
blogs SAPO

.subscrever feeds