Segunda-feira, 12 de Fevereiro de 2007

Aborte-se...

Só quem não conhece o povo português e a sua terrível tendência para o facilitismo, para arranjar esquemas transversais ou para desrespeitar aconselhamentos em nome do saber popular é que pode acreditar que as mulheres nacionais vão agir conscienciosamente auscultando técnicos, seguindo prescrições médicas ou outro tipo de encaminhamento antes de se decidirem pelo aborto. Quando entrou em Portugal a pílula do dia seguinte esta foi uma campeã de vendas; para quê tomar caixas e caixas de pílulas se se pode evitar a gravidez tomando este comprimido milagroso? Para quê estoirar parte de um orçamento familiar em métodos contraceptivos rotineiros e dispendiosos se um determinado doutor receita uns comprimidos que fazem abortar em três tempos. E mais: totalmente comparticipados pelo Zé Povinho com os seus impostos. Há alguém que acredite que haverá regulamentação possível para este cariz de comportamento?
Fiquei também "feliz " com a expressividade do "sim" no Alentejo. É que nós já somos tantos que há que cortar na natalidade, senão qualquer dia as ovelhas já não terão espaço para pastar por esses campos fora...sinceramente!!!
publicado por libato às 18:24
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Não há isenção

. Tiro pela culatra

. Falta de transparência

. Palavras para quê?

. Alguém soprou para aqui a...

. Folgas camarárias

. É política

. Postos GNR

. Viva a mulher

. Arruaceiro no governo

.arquivos

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

blogs SAPO

.Visitas

eXTReMe Tracker
blogs SAPO

.subscrever feeds